Paróquia Nossa Senhora do Carmo
Tel.: (13) 3261-2793 • paroquia@paroquiadocarmo.org.br
R. Dr. Egídio Martins, 182 • Ponta da Praia • Santos • SP
Segunda a Sexta: 8:00 a 12:00 / 14:00 a 18:00 Sábado 8:00 a 12:00
Diocese de Santos
 
 

Artigos e Matérias
 VER TODOS OS ARTIGOS 

HISTÓRIA
PARÓQUIA --0

 A história da Paróquia Nossa Senhora do Carmo é o registro do que uma comunidade sob espírito de união e de cidadania é capaz de realizar.

A construção do prédio da igreja foi feita em sistema de mutirão e com verbas arrecadadas entre os próprios moradores da Ponta da Praia. Sua criação, caracterizada por diversos imprevistos, é também um marco no processo de urbanização do bairro.

Quem nos ajuda a contar toda essa trajetória em seus detalhes é Pedro de Moraes Chagas, 73 anos, atual diretor da Assistência Social da Ponta da Praia e paroquiano há 45 anos da Igreja Nossa Senhora do Carmo.

Tudo começa no início dos anos 60, quando foi criada a Paróquia Nossa senhora do Carmo no bairro da Ponta Praia. O pedido para sua fundação foi feito um ano antes.

A paróquia, cuja data oficial de fundação é 31 de janeiro de 1960, é fruto do desmembramento das paróquias Nossa Senhora Aparecida e Santo Antônio do Embaré. Desmembramento que se deveu à grande extensão territorial dessas paróquias e ao desenvolvimento cada vez mais crescente do bairro da Ponta da Praia.

No início, a nova paróquia foi confiada à Província Carmelitana de Santo Elias - proprietária do Colégio do Carmo. À época, portanto, a Paróquia não era dirigida pela Mitra Diocesana de Santos e foi instalada no primeiro andar do Colégio.

O bairro da Ponta da Praia era pobre, não existia a paróquia do Coração de Jesus, nem a Praça Rebouças e o Canal Sete. Com menos de 13 mil habitantes, a maioria de seus moradores residia em barracos de madeira, em ruas sem asfalto e com esgotos a céu aberto.

Diante desse quadro, a comunidade, que estava se formando, tomou consciência da necessidade de oferecer à população carente do bairro um atendimento social e , em 12 de dezembro de 1962, foi fundada a Assistência Social da Ponta da Praia, que começou a ser construída no número 182, da Rua Dr. Egídio Martins, onde está localizada até hoje.

Enquanto isso, a Igreja funcionava, provisoriamente, no primeiro andar do Colégio do Carmo. Até hoje, a entrada, na Rua Heitor Vila Lobos, é mantida com uma imagem de Nossa Senhora do Carmo. As missas, que, volta e meia, eram prejudicadas por causa das chuvas que ilhavam o colégio, eram celebradas por Frei Nuno Alves Correia, primeiro pároco da Paróquia e, à época, administrador do Colégio.

O prédio da Assistência Social da Ponta da Praia, no entanto, não chegou a funcionar de imediato, pois aconteceu um pequeno imprevisto.

O edifício da Igreja, conforme o previsto, deveria ser construída em frente à Praça Nossa Senhora do Carmo - ao lado do atual.Colégio Objetivo, onde hoje é uma padaria - e ser independente do prédio da Assistência Social da Ponta da Praia.

Entretanto, o alto custo da obra embargou o projeto. "Neste caso, chegou-se à conclusão de que era necessário construir um segundo pavimento, em cima do prédio da Assistência Social, para abrigar a igreja", explica Pedro.

A construção do segundo pavimento, por sua vez, não foi tão fácil. Foi necessário criar um grande mutirão para arrecadar verbas e materiais para a construção. "Nós fazíamos o que era necessário para arrecadar dinheiro, como almoços, rifas, chás e jantares". À época um carro chegou a ser rifado.

A paróquia, devido a estas circunstâncias, foi o resultado de um grande mutirão que envolveu vicentinos, paroquianos e próprios moradores do bairro da Ponta da Praia. "Eu mesmo cheguei a doar um caminhão de pedras para a obra. Foram os próprios paroquianos que colocaram as telhas da igreja", salienta.

O dia 3 de fevereiro 1963 pode ser considerado uma das datas mais importantes da comunidade do Carmo. Nesse dia, foi realizado o ato de lançamento da pedra fundamental do edifício destinado à Assistência Social da Ponta da Praia e, agora, à Paróquia do Carmo. O ato contou com representantes da Mitra Diocesana e populares.

A construção da edificação inteira durou ao todo 6 anos - de 1960 a 63 para a Assistência Social e de 1963 a 66 para a paróquia.

Finalmente, em 1966, foi inaugurado o prédio definitivo da Paróquia, com uma cerimônia de bênçãos da igreja e suas instalações. A missa de Ação de Graças foi celebrada por Dom Idílio José Soares, então bispo diocesano de Santos. E contou ainda com a presença de autoridades santistas. O dia terminou com um grande jantar de confraternização de todos os colaboradores da comunidade.

COMUNIDADE JOVEM E UNIDA

No começo, a comunidade do Carmo era bem unida. "Era um grupo jovem e muito unido. Sentíamos que tudo aquilo era nosso, porque cada um ajudou construir tudo aquilo (o prédio da igreja)", relembra Pedro.

Mesmo após a construção do prédio da igreja, a comunidade, quando necessário, se reunia outras vezes em sistema de mutirão. Em 1968, por exemplo, os paroquianos se reuniram para comprar um órgão eletrônico para o coral da paróquia. "Era um coral grande, e cantávamos em todas as missas. Chegamos a viajar para vários locais".

Além da parte musical de destaque, aconteciam grandes almoços mensais, que reuniam toda a comunidade, e, claro, os memoráveis encontros de casais, que chegaram a receber elogios calorosos da Mitra Diocesana.

MUDANÇA DE RUMO

Nos anos 70, foi construído o canal Sete, o que urbanizou definitivamente a Ponta da Praia. O bairro sofreu mudanças e foi adquirindo um caráter mais elitista. Os antigos casebres deram lugar a prédios e mansões.

O público assistido pela Assistência também mudou e, no começo dos anos 80, o trabalho de assistência começou a se voltar para os moradores da Praia da Santa Cruz dos Navegantes, em Vicente de Carvalho, e para os filhos das diaristas que trabalham em residências próximas à Assistência.

"Um grupo de paroquianos e vicentinos iniciou um trabalho de justiça social muito importante. Hoje atendemos crianças de diversos bairros distantes". Para os moradores dessa região carente foram e são oferecidas palestras sobre higiene, saúde, tudo de forma a garantir uma consciência cidadã.


DOS CARMELITAS PARA A DIOCESE DE SANTOS

Em 1980, um novo capítulo da Paróquia do Carmo aconteceu. O prédio da Igreja e o da Assistência Social passaram para as mãos da Mitra Diocesana de Santos. A concretização desse ato é normal, já que Ordem dos Carmelitas havia cumprido a sua missão de evangelizar e educar a comunidade.

1985: PADRE JAVIER

Em 22 de março de 1985, padre Javier Mateo Arana se integra à comunidade do Carmo. O espírito de comunidade que havia se dispersado, no final dos 70, segundo Pedro, voltou a se manifestar. "Com a vinda do Padre Javier, a comunidade voltou a respirar novos ares", salienta Pedro.

Padre Javier é o pároco que mais tempo está junto à comunidade do Carmo. Destaca-se na região pelo seu trabalho social e engajado junto a comunidades carentes da Baixada Santista e pelo seu trabalho de reforma e ampliação do prédio da Paróquia.

Em 2.000, a Igreja passou por uma grande reforma. Os pisos e velhos bancos de madeira deram lugar a poltronas modernas e pisos novos. O artista Daniel Bezerra finalizou suas obras, inclusive, a Santa Ceia, a única feita em azulejo em todo Brasil. A igreja adquiriu novas obras de arte e contou também com um sistema de ar condicionado, o que garantiu maior conforto aos paroquianos durante as celebrações.

Também foram formadas novas pastorais aumentando o campo de atuação da comunidade.

O PRESENTE

Hoje, a Paróquia Nossa Senhora do Carmo se destaca por fazer parte da história do bairro da Ponta da Praia, e pela formação de suas pastorais. É referência, principalmente, pelo seu grupo de Terceira Idade, as missas festivas, que chegam a atrair católicos de outras paróquias, e o alcance do trabalho social que, por meio da Assistência Social da Ponta da Praia, chega a atingir famílias e crianças da Santa Cruz dos Navegantes, em Vicente de Carvalho.

A creche da Assistência atende cerca de 410 crianças - 165 na Ponta da Praia e 50 na Santa Cruz dos Navegantes. Esse trabalho, no entanto, não se resume às crianças. Os pais assistem a palestras e freqüentam alguns cursos. Existem aulas de alfabetização, confeitaria e panificação experimental para os adultos, além do trabalho do Educafro.

O FUTURO

Para os próximos anos, a Paróquia do Carmo tem como metas aumentar e aprofundar seu campo de evangelização como processo de humanização; desenvolver e atualizar cada vez mais suas pastorais dando prioridade ao acolhimento, à promoção social, à espiritualidade, à liturgia e ao conhecimento da Doutrina Social da Igreja, embasadas nas Diretrizes gerais da ação evangelizadora da Igreja no Brasil e no Projeto Nacional de Evangelização da CNBB.






 


 



 
  Início
Vídeo
Links
Parceiros
Clientes
Download
Cadastre-se
Contato
 
Paróquia
Horário de Missa
Seções
 •  Pastorais
 •  Doutrina
 •  Matérias
 •  Acontecimentos
 •  Católicos Hoje
 •  Presença Católica
 •  Artigos
 •  Notícias
 •  Campanha da Fraternidade

  Fotos
Publicações
 
 
.:: • © Copyright 2010 - 2017, Paróquia Nossa Senhora do Carmo ® • Santos • São Paulo • (13) 3261-2793 • paroquia@paroquiadocarmo.org.br • http://www.paroquiadocarmo.org.br .::
.:: • PORTALWEB 5.0 ® • WCMS Web Content Management Systems • Development for Santos Digital ™ Global Strategy